belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008
AOS NOIVOS SAIU-LHES O TIRO PELA CULATRA

  AOS NOIVOS SAIU-LHES O TIRO PELA CULATRA

 

   Visitei a EXPONOIVOS 2008 (4 a 6 de Janeiro) na FIL, em Lisboa,

e do dossier distribuído à imprensa retirei alguns dados que julgo de interesse:

- Em Portugal, no ano de 2005, registaram-se 48.671 casamentos, correspondendo 81,2 por cento a primeiros casamentos entre solteiros.

Quanto a segundo casamento, os registos apontam para 14 por cento

 nos homens e 11,6 por cento nas mulheres.

     Em Portugal, e tomando como valor médio 20.000€ por casamento,

calcula-se que o sector valha cerca de 1.000 milhões de euros.

Ou seja, 12 estádios do Euro 2004 ou 1% do PIB nacional.

- Todos os “stands” estavam muito apelativos ao luxo e à satisfação

das vaidades que envolvem os contos de fadas quando se trata de realizar

os sonhos dourados e das princesas encantadas. Três desses stands eram

 de transmontanos nossos vizinhos a residir na área da Grande Lisboa.

Horácio Miranda, natural de Chaves, industrial em Sintra; Domingos       , natural de Ribeira de Pena, industrial em Vale de Lobos, e Manuel

Maria Ricardo, natural de Murça, Quinta do Alto, Vila Franca de Xira.  

Três empresários que dão cartas na indústria hoteleira e não só. Que o

digam Marco Paulo, as Câmaras Municipais de Sintra, Mafra, Amadora e outras, ou futebolistas endinheirados do Benfica e do Sporting.

 

                                     « Casar faz bem à saúde»

                       

 De acordo com um estudo efectuado pela Universidade de Ohio,

nos Estados Unidos, divulgado na reunião anual da Associação Americana

de Sociologia, o casamento faz bem à saúde e contribui para o prolongamento da longevidade. O estudo revela que os efeitos do casamento atingem

níveis bastante satisfatórios ao nível emocional e conclui que “ o casamento

 é sempre uma boa opção para todas as pessoas”.

 

    Expliquemos a razão do Título:

 Dois jovens pensaram em passar férias de sonho em diversas partes

 do mundo, só que não tinham dinheiro. Dando voltas à cabeça, um

deles adianta a proposta: - e se nos casássemos…, entre os teus convidados

 e os meus éramos capazes de juntar 400 convidados. Ora, se cada um

nos desse uma média de 50 (cinquenta contos), juntávamos 20.000 (vinte

 mil contos = 100 mil €uros); os nossos pais pagam o copo d’água e nós,

com tanto dinheiro, já podemos passear à vontade. E se bem o pensaram,

assim o fizeram. Os pobres dos Velhos bem barafustaram mas não

os demoveram. Por iniciativa própria, trataram de tudo e

assumiram compromissos pessoais. Tudo, preto no branco como as

empresas exigem. O diabo é que dos 400 convidados só 50 é que aceitaram

 e os sonhos transformaram-se em pesadelos. Acreditem que isto foi real e, casos como este, há por aí em abundância. Gastam-se 20.000 €uros em

média por casamento. Os pais empenham-se para pagar as vaidades dos

filhos. Os progenitores ficam a trabalhar no duro para pagar as dívidas,

e os pombinhos voam para as praias do Oriente ou do Ocidente a

deitar a barriga ao sol e a gozar “a lua de mel”.

Fazer a festa com dignidade e conforme as posses de cada um, tudo bem;

agora exigirem aos “Velhos”, entenda-se Pais, sem eles poderem, o

casamento transforma-se num pesadelo familiar e está dado o primeiro

passo para o divórcio. “Casa onde não há pão todos ralham e ninguém

 tem razão”. Um bom casamento pressupõe muito bom senso, para cultivar

 a saúde a que se referem os cientistas americanos.

Tenho dito.

 

                                            Artur Monteiro do Couto

 

                  



publicado por belezaserrana às 23:31
link do post | favorito
|

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Sapiãos (Boticas)
subscrever feeds
pesquisar
 
Vida Rural em Sapiãos
Do namoro ao casamento

Aspectos da vida rural
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
Sapiãos no mapa

Ver mapa maior
subscrever feeds
blogs SAPO