belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008
FADO CANÇÂO DE PORTUGAL AO SOM DO TRINAR DA GUITARRA PORTUGUESA

 

 

     14 de Junho 2008 é uma data histórica para a jovem Andreia do Rio. No concurso nacional promovido pela Casa da Imprensa cantou o fado " Cansaço " imortalizado por Amália Rodrigues, uma figura ilustre, conhecida e reconhecida em todo o Mundo.

      Desejamos os maiores sucessos a esta sua grande admiradora, que tenta,

dia a dia,descobrir as suas virtudes artísticas.

      

 



publicado por belezaserrana às 22:09
link do post | comentar | favorito
|

O PRIMEIRO PRÉMIO DA GRANDE NOITE DO FADO SUBIU À MONTANHA

 

 O PRIMEIRO PRÉMIO DA GRANDE NOITE DO FADO FOI PARA SAPIÃOS (BOTICAS) 
                                      
 
Há dezenas de anos que a CASA DA IMPRENSA organiza a Grande Noite do Fado visando a descoberta de novos fadistas que se destaquem a nível nacional.
Andreia do Rio, aluna do 2º ano da Escola de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado,em Chaves, natural de Sapiãos, foi a primeira classificada, a nível nacional, depois de ouvidas (os) cerca de setenta concorrentes.
O concurso final realizou-se no Teatro Municipal de S.Luís,em Lisboa,em 14 de Junho 2008, tendo sido apresentado por Isabel Angelino da RTPi e o Jornalista LAFÉRIA Director da Casa da Imprensa. O Júri teve a participação de elementos do Clube do Fado, Alfama, Lisboa.
A Andreia do Rio interpretou o fado “Cansaço”, de Amália Rodrigues, e com ele, a transmontana saída cá das montanhas do Barroso impôs as suas altas qualidades fadistas aos lisboetas e não só, nascidos a ouvirem cantar e a falar do fado.
A Andreia, através da RTPi vai ouvir-se por todo o mundo e irá encher de orgulho os nossos conterrâneos emigrantes. É que a Andreia, com a sua voz e o seu sentir fadista canta e encanta. Não ganhou o primeiro prémio por ser apoiada por gente famosa. Ganhou por mérito próprio e sem o apoio de ninguém. Aos Pelouros da Cultura das Câmaras Municipais e a alguns dos proprietários de restaurantes que, à partida, dão preferência a estranhos de valor artístico duvidoso, deixamos aqui este reparo. O que é de longe é que é bom… e isto nem sempre corresponde à realidade; e os nossos jovens, os que são bons, têm de ir buscar outras paragens e ir cantar/ trabalhar para o litoral ou para o estrangeiro.
 
             No dia seguinte a ter ganho o prémio, a EGEAC-Empresa Cultural  da Câmara Municipal de Lisboa convidou-a para cantar num dos eléctricos dos turistas. E, por acaso, um dos Directores é o Dr. Joaquim Nunes, com casa em Chaves, filho do ex-Comandante da Guarda Fiscal, em Lisboa, Custódio Nunes. Só soubemos deste pormenor quando eu lhe disse que a Andreia era aluna da Escola, em Chaves. É de toda a justiça referir o apoio de um grande amante do Fado, Senhor José Beja, que sempre acreditou nas suas potencialidades fadistas.
          As portas do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa foram abertas pelos méritos da Andreia. Esperemos que os transmontanos saibam valorizar aquilo que é seu.
As Casas de Trás-os Montes e ALto Douro de NEWARK (E.U.A) e do Rio de Janeiro (Brasil) já a tinham convidado em anos anteriores. Este êxito também lhes pertence.
Parabéns à vencedora e aos poucos que com ela colaboraram.
 
                                             Artur Monteiro do Couto
 
 
 


publicado por belezaserrana às 16:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

CEM CAMPOS DE GOLFE ATÉ 2010

O Presidente do Turismo de Portugal, Dr. Luís Patrão, afirmou que o país terá até 2010 uma centena de campos de golfe, o que fará com que seja considerado um destino de golfe qualificado. Parece-nos que o progresso vai chegar, em força, a Terras Transmontanas.

Mas atenção, queremos progredir mas não queremos ser explorados nem que substituam os nossos operários educados e disciplinados por hipotéticos assaltantes importados.

 

                                                                         Artur M. Couto

      



publicado por belezaserrana às 12:55
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 6 de Junho de 2008
O PRIMEIRO REI DE PORTUGAL É FILHO DE UM FRANCÊS

  

 
 
      ORIGEM DE PORTUGAL APOIADA POR
                              FRANCESES
 
         Primeiro - Vamos explicar a origem da Palavra
                          Portugal.
         Segundo – Origem histórica do País.
 
1.1        Portus  Cale
                Havia na margem esquerda do rio Douro (em frente à actual cidade do Porto), uma pequena povoação chamada Cale, (a partir da qual cresceu Vila Nova de Gaia,) onde embarcavam e desembarcavam mercadorias. Ora, ao local onde as embarcações atracam para carregar e descarregar mercadorias e pessoas, dá-se-lhe o nome de porto, em latim “Portus”. As pessoas, depois de tanto repetirem “Portus Cale”, criaram os vocábulos Portucalense, Portugal.
 
2. 2 - Origem histórica do País
 
            Vamos reduzir ao mínimo uma explicação simples porque os objectivos são recordar, ou ensinar, aos emigrantes portugueses e franceses que os nossos destinos cresceram entrelaçados.
              Nas campanhas contra os “moiros-mouros-árabes”, por não serem cristãos, entre muitos cavaleiros-guerreiros vieram dois franceses que muito se notabilizaram pelos seus feitos. Foram eles D. Raimundo e D. Henrique de Borgonha, descendentes dos reis de França; e tão bons serviços prestaram que D Afonso VI, rei de Leão, como recompensa nomeou D. Raimundo governador do Condado da Galiza e ofereceu-lhe em casamento a filha D. Urraca. A D. Henrique deu o Governo do Condado Portucalense, que ficava sujeito ao da Galiza, e a mão da outra filha, D. Teresa (ano 1094). Deste casamento nasceram quatro filhos. Só um era varão, a quem deram o nome de Afonso Henriques. Viria a ser este o fundador e o Primeiro Rei do Reino de Portugal, em 1143, pelo Tratado de Samora, depois de muitas lutas, incluindo a própria mãe, na batalha de S. Mamede, próximo de Guimarães (1128), a quem derrotou.
             Aconselhamos a leitura dos acontecimentos que rodearam as batalhas guerreiras e diplomáticas que envolveram a Formação de Portugal. Todos nos sentiremos honrados com elas.
 
    
Conclusão: O PRIMEIRO REI DE PORTUGAL é filho de um fidalgo francês chamado Henrique de Borgonha e foi ele,
D. Afonso Henriques
      
O FUNDADOR DA NACIONALIDADE PORTUGUESA
             
Artur Monteiro do Couto
         Nota.

                Um abraço para os emigrantes transmontanos em França.

 
 
                                        
 
         
 
    
 
              
 


publicado por belezaserrana às 19:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 2 de Junho de 2008
ENCANTOS E DESENCANTOS DO ESCRITOR MIGUEL TORGA EM TERRAS DE TORGOS

       
 

 

 

 

      ENCANTOS E DESENCANTOS DO ESCRITOR
        MIGUEL TORGA EM TERRAS DE TORGOS
 
Vamos começar com uma breve explicação.
- Quando um menino nasceu a 12 de Agosto de 1907 na aldeia transmontana de São Martinho da Anta, registaram-no com o nome de Adolfo Correia da Rocha. Quando já adulto, ele próprio escolheu o pseudónimo literário, talvez, seduzido pela “ TORGA “, substantivo feminino, espécie de urze, de cuja raiz se fazia o carvão. Fig. Pop. Cabeça grande; muito dura.
Para esta escolha deve ter contribuído a sua firmeza de carácter, bem visível ao longo da sua vasta e notável Obra.
    Ver explicação dada por ele próprio no “Roteiro Torguiano por Terras de Barroso”, página 13, Editora Cidade Berço, Barroso da Fonte/Laureano Gonçalves.     
          Nas Terras do Barroso (concelhos de Boticas e Montalegre), dá-se o nome de “ torgos “ à parte grossa da urze, em forma de punho, e da qual se fazia o carvão destinado a ser queimado nos fogões, fogareiros e ferros de engomar, sobretudo, na cidade de Chaves, por os habitantes terem mais dinheiro para o comprar.
 
             Voltemos agora ao conteúdo do título.
 
        Carvalhelhos, 25 de Junho de 1956
 
 Olho a serra. E diante desta natureza sem disfarces, aberta para todos os horizontes, sinto como que uma centrifugação do espírito. Ando, e parece que voo; tento localizar-me, e perco-me na indeterminação. Uma espécie de nomadismo da alma descentra-me e liberta-me das amarras mesquinhas da vida compartimentada. E compreendo de repente a força universal que impregna os gestos e as palavras destes barrosões, puros na impureza, que lavam as mãos no sangue de um semelhante e há mil anos que descobriram o cepticismo moderno, e que por isso entregam desta maneira a filha ao namorado que lha pede em casamento:
        Pastora é,
        Gado guardou;
        Sebes saltou:
        Se nalguma se picou,
        Tal como está
        Assim vo-la dou…
 
       (Miguel Torga, in Diário VIII”, 3ª edição revista, pág. 41)   
 
   Alturas do Barroso, 27 de Junho de 1956.
      « Entro nestas aldeias sagradas a tremer de vergonha. Não por mim, que venho cheio de boas intenções, mas por uma civilização de má-fé que nem ao menos lhes dá a simples protecção de as respeitar.
       (Miguel Torga, in “Diário VIII”), pág. 42
 
 


publicado por belezaserrana às 13:02
link do post | comentar | favorito
|

Sapiãos (Boticas)
subscrever feeds
pesquisar
 
Vida Rural em Sapiãos
Do namoro ao casamento

Aspectos da vida rural
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
Sapiãos no mapa

Ver mapa maior
subscrever feeds
blogs SAPO