belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Sexta-feira, 31 de Julho de 2009
FESTAS E ROMARIAS EM PORTUGAL

  

                                  Procissão de N.ª Senhora da Livração em Boticas

 

           

                                                    
 
 
ROMARIAS E TRADIÇÕES
Nas diferentes religiões, encontram-se múltiplos exemplos de peregrinações a santuários situados, por vezes, a grandes distâncias.
Com uma função religiosa e lúdica, elas constituem como que o ponto culminante da vida das populações rurais, na renovação do vestuário, nas folias e, para os mais jovens, momentos possíveis para se arranjarem namoros. Também, não raras vezes, devido ao consumo excessivo de álcool, alguns provocavam desordens. Actualmente, o progressivo afastamento da sociedade tradicional, provocado pelo desenvolvimento cultural e económico, podemos afirmar que as atitudes negativas quase desapareceram. Ficou o lazer e os ciclos anuais de alegria, no encontro com os amigos, e a devoção aos padroeiros.
      As Romarias mais importantes do Concelho são a de Nossa Senhora da Livração, em Boticas, e a do Santuário do Senhor do Monte, freguesia de Pinho. Podemos afirmar que as férias de todos os da diáspora giram à volta destas datas. Reúnem todos os anos muitos milhares de pessoas. Os programas são ricos e variados.
      A festa do Senhor do Monte realiza-se à volta de um Santuário amplo, bonito, vistoso, com belas paisagens e um parque admirável. Todas as numerosas famílias têm condições para estenderem os equipamentos necessários para comerem, confortavelmente, as deliciosas merendas à sombra de árvores frondosas, onde tanto se pode comer, beber, cantar ou dançar, sem incomodar ninguém. Até às 14 horas, trata-se do espírito, da fé, do cumprimento de promessas e de apresentar novos pedidos e promessas para o ano seguinte.
Os tradicionais andores, as bandas de música, os ranchos folclóricos dão vida e colorido artístico ao verde dos pinheiros, dos carvalhos, das giestas e das urzes. Propomos-lhe que participe numa festa destas, aberta a todo o público, no último domingo de Julho. Aqui ninguém paga nada, ninguém lhe pergunta por contas, a não ser os feirantes dos brinquedos, dos chapéus de palha e de outros produtos regionais. Os pobres camponeses misturam-se com os hóspedes ricos dos hotéis de Vidago, Pedras Salgadas, Chaves ou das Casas Rurais do concelho, numa sintonia perfeita de bem-estar. A fé nos santos e nos homens é pura; não há fanatismo nem calculistas. Há harmonia e um casamento perfeito do homem com a fé e a natureza.
                               
        A Romaria de Nossa Senhora da Livração, que tem por base o terceiro domingo de Agosto, realiza-se na sede do concelho e tem um carácter programático mais universalista. Durante uma semana, associa as Actividades Económicas da região ao manto da Santa Padroeira, que movimenta multidões, sobretudo, quando antes do arraial se realiza uma das procissões mais bonitas e bem organizadas do interior norte de Portugal: abrindo o cortejo os imponentes cavalos e cavaleiros da Guarda Nacional Republicana, seguidos da fanfarra dos bombeiros, vindos dos lados do Porto, da juventude, elegância e aprumo dos escuteiros, acompanhados dos estandartes e representantes da Associações Culturais do Concelho, das figuras bíblicas representadas por crianças vestidas como rezam as crónicas, com vestes vindas de Braga, e o desfile continua durante horas com anjos e santos a percorrerem as ruas da vila, contemplados das janelas das casas, dos passeios ou miradouros mais elevados, ao som dos acordes de marchas religiosas tocadas pelas bandas musicais escolhidas a preceito. Assistência e actores sentem-se orgulhosos do que está a acontecer. É um quadro tão diversificado e tão belo que qualquer pintor dificilmente poderá reproduzir na melhor tela do Mundo. É grande de mais para caber lá.
Quer ver para crer? Aproveite agora.
            Em 2009, vai realizar-se de 10 a 16 de Agosto, com destaque para o dia 15, sábado, feriado nacional, e dia 16, domingo.
            Na majestosa procissão, dia 15, pelas 18 horas, irão desfilar 30 (trinta) andores adornados com flores naturais em volta de todos os santos e santas padroeiras das freguesias do concelho, e não só. Quadros biblicos serão representados pelas crianças das escolas, como vemos na fotografia. Quatro (4) bandas musicais e a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de S. Mamede de Infesta, logo atrás dos imponentes cavalos e cavaleiros da G N R, tudo vestido a rigor, abrindo o cortejo.
      O arraial convida todos os forasteiros a cantar e a dançar, fazendo uma limpeza total ao "stress" vindo dos quatro cantos do Mundo.
            Se não mora na região do Barroso e quer participar na procissão e no arraial, deixamos-lhe um conselho: hospede-se em Chaves ou procure já alojamento, talvez ainda disponível, informando-se no Turismo local.
                         Artur Monteiro do Couto


publicado por belezaserrana às 16:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
NASCI PARA CANTAR ATÉ QUE A VOZ ME DOA

                                                                                                         

       

         Herman José entrevista Andreia Rio                       Matilde CID  e Andreia Rio

 

        Nasci para Cantar é o Concurso da TVI   

              apresentado aos domingos à noite.

  Na imagem vemos duas concorrentes que se propuseram imitar a médica e fadista Dr.ª Kátia Guerreiro, cantando o fado "Lisboa à Noite".

 Ambas cantaram e encantaram os presentes no espectáculo e os milhões da audiência que seguiram o programa em directo pela TVI.

 Ouvidos os 18 concorrentes veio a classificação final ditada pela audiência. O público votante pelo telefone deu a vitória à Andreia Rio, natural de SAPIÃOS, concelho de Boticas,  aluna da Escola de Música MOZART e da Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado, em CHAVES.

       A Matilde é Engenheira e vive em Estremoz. Ambas as concorrentes foram dignas uma da outra e da famosa fadista Kátia Guerreiro.

       No próximo dia 2 de Agosto, Andreia Rio volta a participar na próxima sessão, imitando de novo a Kátia Guerreiro, cantando outro fado consagrado por ela.

                                

       Vamos todos assistir e se achar que a Transmontana vinda lá do meio das serras merece ser novamente apurada para a fase seguinte, não se esqueça de votar nela. Precisamos de colaborar e respeitar a justiça. Trata-se de um ambiente festivo e de solidariedade entre os concorrentes mas toda a gente gosta de ganhar. E que ganhem os melhores.

                         Artur Monteiro do Couto



publicado por belezaserrana às 19:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Domingo, 26 de Julho de 2009
AVÓS SÃO UM PATRIMÓNIO PRECIOSO

              Celebra-se hoje, dia 26 de Julho, a festa dos AVÓS.

 

   Não há cidadão nenhum do mundo que não tenha na sua história Avós, bisavós, etc..

 Ser avós, é ser Pais duas vezes; tal o carinho e dedicação que os avós têm pelos netos. Também há quem diga que os avós estragam os netos com mimos. Mas quem não gosta de mimos? Toda a gente, desde as crianças da mais tenra idade até aos anciãos, todos sorriem quando alguém os acarinha, com o olhar atencioso e alegre ou qualquer outra atitude de gentileza e de amor.

    O Menino Jesus do presépio, Aquele que reune as Famílias na Ceia de Natal, também teve os seus Avós maternos. Chamavam-se Ana e Joaquim, segundo a descrição biblica.

    Em Portugal, apraz-nos recordar dois Avós que fizeram muitas diligências para que se escolhesse um dia no ano para os homenagear. Foram eles o Engenheiro Tomás Rebelo do Espírito Santo e Dr. Manuel Osório, dois avós transmontanos com carreiras profissionais brilhantes e um grande amor à Família, considerada em sentido lato. O Jornal dos Reformados, a Radio Renascença e o actor Ruí de Carvalho deram todo o apio logístico.

   Foi a partir destas bases, que eu acompanhei de perto, que se passou a comemorar o dia dos Avós em Portugal, a partir da última década do ano 2000. 

   Aqui fica a nossa homenagem a todos os Avós do Mundo, que são o grande suporte da Família, pelo apoio que dão ao crescimento e educação dos netos.

                                  A. M. C.



publicado por belezaserrana às 10:58
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Julho de 2009
NO PORTUGAL DAS VAIDADES HÁ MISÉRIA IGNORADA.

 

       NO PORTUGAL DAS VAIDADES
         É UM ESCÂNDALO HAVER ALDEIAS SEM ELECTRICIDADE.
 
     Há dias, na TVI, nas “TARDES DA JÚLIA PINHEIRO”, duas senhoras, mãe e filha, relataram as péssimas condições em que viveram, até há pouco tempo, sem frigorífico, sem televisão, sem electricidade, numa escuridão idêntica àquela em que viveram os homens primitivos acrescida da revolta de saberem que a vida dos restantes portugueses não era igual à delas; viviam como se vive nesse mundo civilizado onde até a Comunidade Europeia subsidia a instalação de luz eléctrica na corte dos animais. “ A Senhora D. Júlia” ajudou-lhes a resolver o problema. Aos 89 anos de vida, a mãe pôde carregar no botão e ver tudo diferente. No dia seguinte, entrou pela porta dentro o aparelho de televisão e o frigorífico. E tudo mudou na vida daquela gente da Beira…
  
Agora, no concelho de Boticas,
no Povoado de "Casas da Serra", são outros os personagens a queixarem-se nas Televisões e nos jornais, entre eles, O Semanário Transmontano do dia 17 de Julho de 2009, que dá voz a uns desgraçados que toda a vida foram marginalizados e que ainda continuam às escuras quando se apregoam as novas energias e vêem na sua frente as grandes eólicas a gerarem e a mandarem a tal electricidade para outras paragens, que dá para abastecer 24 mil habitantes.
       Dizem no jornal: “ Foi tudo embora”. «Ao contrário dos sobrinhos, os tios dos irmãos Ferreira, os últimos dois habitantes a abandonar o lugar, não se habituaram à escuridão. Com o dinheiro que ganhou em França, o casal ainda reconstruiu, em chapa uma habitação em Casas da Serra. Mas acabou por abandonar o local, mudando-se para uma aldeia mais próxima da sede do concelho, Quintas. «Eles vinham habituados a ter todas as condições e estranharam muito, sobretudo, não poderem ter frigorífico», recorda José que ainda se lembra quando no lugar moravam “umas vinte pessoas.» Foi tudo embora, conclui.»
« Aos domingos vem cá muita gente e dizem que isto é muito bonito. “ Mas é só para passear…” “Para viver é um inferno”.
              -  Com a «casa roubada, trancas à porta». Quando lá chegar a electricidade, com os residentes a desaparecerem, e muitos deles a serem encaixotados nos cemitérios, virão uns novos colonos de fato, gravata e camisas de seda, recuperarem esta aldeia abandonada e transformá-la em aldeia turística, como tem acontecido para as bandas da Serra da Estrela.
                 E é este Portugal do Barroso, do Guerreiro que está em lugar de honra no Mosteiro dos Jerónimos, que faz parte do terceiro mundo mais abandonado, para aonde O Governo Português manda milhões de euros e soldados para que esses países tenham progresso; e estes desgraçados, que nasceram e vivem em Portugal, que se contentem com os lobos a comerem-lhes os animais, com as ventanias a fustigarem-lhes os corpos e a neve e o gelo a prendê-los dentro dos casebres que, pouco a pouco, vão desaparecendo do mapa.
Será que não haverá um pouco de vergonha projectarem-se obras como o “Comboio de Alta Velocidade (T G V)” e deixar-se estes cidadãos entregues à sua fraca sorte?
                     Se quiser visitar esta pobreza, pode seguir de Braga até à Barragem da Venda Nova, concelho de Montalegre, deixe a estrada n.º 103  e vire em direcção a Boticas. Siga a estrada n.º 111 e, a poucos quilómetros já vê o parque das eólicas.Os acessos estão asfaltados. Encontrará paisagens deslumbrantes e gente a dizer mal da sua vida. E, depois, passe pelas Alturas do Barroso, desça até Boticas, e visite SAPIÃOS, a melhor aldeia do concelho. Estes contrastes ajudam-nos a equilibrar o espírito crítico e a reflectir melhor na origem dos problemas.
 
                                       OS MUNICÍPIOS DO ALTO TÂMEGA
                                   reclamam e têm razão.
 
        Após uma reunião em Chaves, os Presidentes dos Municípios exigem do Governo obras decorrentes das verbas que o Estado vai receber por conta da construção das quatro barragens no Rio Tâmega.
       «Constituindo uma receita directa do Estado, os 303 milhões de euros pagos pela IBERDROLA, depois de ter vencido o concurso para a concessão do Complexo de Barragens do Alto Tâmega, é da mais elementar justiça que parte dessa receita se destine às aldeias com problemas graves como as do Barroso e outras, dispersas por montes e vales, pondo de lado a prioridade, se não a exclusividade para os jardins e rotundas das sedes dos concelhos ou dos confortos desmedidos entre Lisboa, Porto ou o resto do Mundo. Se fizerem um ligeiro estudo, verão que não são os militares dessas cidades que se disponibilizam para defender os interesses de Portugal. Às vezes ainda os classificam como os burros das aldeias… que foram criados à luz da candeia.
 
                                            Coordenação de  Artur Monteiro do Couto
 
 
                             «SE TENS INVEJA DO MEU VIVER
                                                           TRABALHA
                          M A L A N D R O.»
 


publicado por belezaserrana às 15:31
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Julho de 2009
PORTUGAL É BELO DE NORTE A SUL.

                                           Ponte Sobre o Tejo Vista de Almada -2009

   Foi a partir deste Rio e deste Mar que começaram as Glórias de Portugal. Venha observá-lo a partir do Monumento a Cristo Rei, em Almada, vendo o Estoril e Cascais a ser beijado por eles.



publicado por belezaserrana às 12:37
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 7 de Julho de 2009
FÉRIAS NA REGIÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO - PORTUGAL.

                                               VISTA PANORÂMICA DE LISBOA

 

           FÉRIAS ENCANTADORAS NA REGIÃO DE LISBOA
     
 
          Atravesse a ponte sobre o Tejo e dirija-se ao Monumento a Cristo Rei. Entre no elevador e suba até ao último varandim. Os olhos ficam extasiados e já não sabem para aonde se hão-de voltar. Vai ter de ser o cérebro a comandá-los e a orientá-los em todas as direcções. Cada cabeça, sua sentença, mas o conceito de beleza vai ser decisivo.    
         Com sofreguidão, os faróis da alma vão partir em grande velocidade do Oceano Atlântico, Tejo acima, piscando, ora à esquerda ora à direita, ao longo das margens do rio que desce entre os concelhos de Lisboa, Oeiras , Cascais e o concelho de Almada, até à ponte Vasco da Gama. Ali, param e começam a descer no sentido da corrente fluvial, observando a beleza da Cidade das Sete Colinas, todas estas bem visíveis, com belos monumentos a decorá-las e a obrigarem a paragem obrigatória.
         Encontramo-nos diante de uma das cidades mais lindas do mundo, de braços estendidos, desde Belém até ao Parque das Nações, para nos receber.
         Por mais adjectivos que utilize, não fazem ideia da realidade. O Povo diz:
 «Palavras leva-as o vento e uma imagem vale mais que mil palavras.» Estamos plenamente de acordo. Também se diz: «Quem não viu Lisboa, não viu coisa boa.»
          Aqui deixamos uma sugestão para as suas férias ou um belo passeio.
Suba aos miradouros de Lisboa, Sintra e ao mais esplendoroso de todos eles, pelas vistas deslumbrantes sobre o que há de mais belo em Portugal, o de Cristo Rei, em Almada.   
               Depois, deixe-nos um comentário e diga se fomos exagerados.
 
                                 Artur Monteiro do Couto

 



publicado por belezaserrana às 17:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 6 de Julho de 2009
NOTÍCIAS

 

           “PARA QUE ESTE MUNDO NÃO ACABE”
 
         Documentário cinematográfico realizado na região de Barroso (concelhos de Montalegre e Boticas) pelo cineasta João Botelho.
         A razão deste documentário foi explicado publicamente nas instalações do Ecomuseu do Barroso “Espaço Padre Fontes”, na presença da Directora da Direcção Regional de Cultura do Norte, Helena Gil e Presidente e Vice-Presidente da Câmara de Montalegre e Boticas. Este documentário será, também, editado em DVD.
         Os Usos e Costumes, utensílios artesanais e agrícolas utilizados durante séculos ainda existem e, muitos deles, ainda são utilizados pelos camponeses mais velhos e antes que este mundo se acabe e nada de significativo fique para a história antropológica deste povo e desta região que, pela sua pobreza económica e financeira, obrigou a maior parte dos seus filhos a buscarem o pão de cada dia e os sinais da nova civilização em terra alheia. Agora, antes que desapareça tudo, fazem-se diligências e recolhas do que ainda existe “PARA QUE ESTE MUNDO NÃO ACABE”.
                                  
             NEM TODOS OS PORTUGUESES SÃO IGUAIS
 
          Primeiro deram os computadores “Magalhães”às crianças das escolas. Agora pensam num modelo para os alunos das Universidades Seniores…alguns deles com 80 anos. Só que, a maior parte do país interior não tem cobertura de Internet, nem para os mais jovens nem menos jovens.
         Quer fazer uma experiência?
   Marque:   www.tmn.pt    ; abriu a página; 2 -agora clique em cobertura de banda larga; 3- é-lhe pedido que indique o distrito, o concelho e a freguesia de que quer a informação. Exemplo: Vila Real – Boticas – Sapiãos.
E aparece a resposta: «Actualmente não existe cobertura banda larga tmn na zona indicada». E fica a saber que escusa de levar computador para férias ou de o comprar.
E está uma antena na Serra do Leiranco, (dentro da freguesia) e outra a menos de 3 quilómetros, na sede do concelho. Parece mentira, não parece? E já reclamámos há mais de dois anos… e já dissemos isto mesmo, pessoalmente, ao Secretário de Estado, Dr. José Magalhães; e ao Eng.º João Figueiredo, da TMN, em resposta a um telefonema a dar-nos informações, relacionadas com um abaixo-assinado da população.
            Antes de gastar dinheiro, pergunte se a empresa que gasta fortunas a querer vender o produto tem cobertura na sua região. E depois, se sentir que a sua região é tratada como não sendo portuguesa, pense em emigrar…ou vá fazer mais uma barraca no litoral.
                  E se derem ou facilitarem a compra de um computador para os seniores, recomendem-lhes que se não quiserem estragar a vista, têm de comprar um ecran de 20 polegadas. As dimensões do Magalhães são meio caminho andado para o consultório do oftalmologista. E «então, é esmola que mata o pobre»; e é melhor não a querer.
 
 
 
             SALÁRIOS EM ATRASO PROÍBEM DESPEJOS E EXECUÇÕES FISCAIS
 
      Os trabalhadores com salários em atraso “por período superior a 15 dias” escapam às execuções fiscais por dívidas de impostos e não podem ser alvo de uma execução de despejo por falta de pagamento de renda da casa, de acordo com a proposta de lei que aprova a regulamentação do Código de Trabalho, apresentado na Assembleia da República.
       Também a venda de bens penhorados por dívidas, como mobílias, incluindo a casa “que constitua a residência permanente do trabalhador”, ficam com a execução da sentença, decidida pelos tribunais, suspensa. O Governo propõe que seja o Fundo de Socorro Social, do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, que assegure os respectivos pagamentos das prestações em atraso, “nos termos previstos em legislação especial”.
 
                             Data das eleições autárquicas e legislativas
 
 As eleições legislativas vão ser realizadas no dia 27 de Setembro e as Autárquicas a 11 de Outubro. A decisão foi anunciada pelo Presidente da República, Professor Cavaco Silva.
      Observação: Aqueles que tanto criticaram e continuam a criticar o Doutor Oliveira Salazar por impedir o voto e a liberdade de muitos portugueses, noutros tempos, e agora não aparecem a votar, sem razões plausíveis, afinal, a que categoria de cidadãos pertencem quando dizem mal de todos os políticos e não votam a favor ou contra eles.
Há dias, junto a uma mesa de votos, um eleitor desabafou que na terra dele, os únicos que não votavam eram os burros ( de quatro patas?...) e os presentes ficaram-se a rir com a crítica aos abstencionistas, pressupostamente espertos e sábios… muitos dos quais classificam de burros e ignorantes aqueles que, generosamente, cumprem os seus direitos e deveres de cidadania.
 
                            Coordenação de Artur M. Couto         
 
                     


publicado por belezaserrana às 10:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sapiãos (Boticas)
subscrever feeds
pesquisar
 
Vida Rural em Sapiãos
Do namoro ao casamento

Aspectos da vida rural
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
Sapiãos no mapa

Ver mapa maior
subscrever feeds
blogs SAPO