belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009
ORIGEM DO CABAZ E CABAZADAS

                                            

                

                                             O PRECURSOR DAS MALAS DOS NOSSOS DIAS

 

      Apresentamos-lhes um “cabaz autêntico”, cesto de verga, para transportar comida e outros objectos que, modernamente, se metem dentro de sacos ou malas, mais simples ou sofisticados conforme os gostos e as bolsas das utilizadoras.

      Há outros tipos de cabazes, feitos de junco, de verga, de cana, etc., geralmente com tampa e asa arqueada, com diferentes dimensões, segundo o fim a que se destinam.

      O modelo da imagem vemo-lo com frequência nos ranchos folclóricos que têm por missão perpetuar as tradições culturais nas mais diversas vertentes, para que a memória dos povos não se apague.

                   No filme CANÇÃO DE LISBOA, podemos ver a representação de uma camponesa, desiludida com as condições de vida da sua aldeia , pela célebre artista Beatriz Costa, que de cabaz na mão se despede da sua aldeia a caminho de Lisboa cantando:

                     

                  Adeus ó Terra

                  Adeus linda serra

                  Da neve a brilhar

                  Adeus aldeia

                  Que levo na ideia

                  Nunca mais voltar.

 

…Despedi-me das ovelhas

Do meu cão, das casas velhas

Do lugar onde nasci.

   Ai, ai, ai.

Não me importa de ir à toa

Que o meu sonho é ver Lisboa

Mais o mar que nunca vi…

 

       - Será que todas as camponesas que fugiram para as grandes cidades foram tão felizes como nas suas aldeias?

 

            -  Costuma dizer-se “cabazadas” quando os cabazes estão cheios de produtos.

             - Em termos futebolísticos, diz-se que um clube deu uma cabazada ao adversário quando lhe ganhou por muitos golos. 

                                  Artur Monteiro do Couto

                      



publicado por belezaserrana às 00:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 20 de Novembro de 2009
LUÍS FIGO NAS ESCUTAS DE VARA E SÓCRATES

 

 
   FIGO NAS ESCUTAS DE VARA E SÓCRATES E  
    SETENTA E  CINCO MIL EUROS ENVOLVIDOS
 
         Vamos transcrever do prestigiado Jornal «Correio da Manhã de 20 de Novembro 2009 a notícia que deixa perplexas as pessoas honradas deste país : « Primeira página: « FIGO NAS ESCUTAS DE VARA E SÓCRATES» …). Ver desenvolvimento na página 8 (FACE OCULTA)
       «O apoio do ex-internacional Luís Figo ao PS nas últimas eleições legislativas terá custado 75 mil euros a uma empresa pública. O ex-futebolista esteve num pequeno-almoço no Hotel Altis Belém a 25 de Setembro, no último dia de campanha, onde foi anunciado como mais um apoio de peso a Sócrates».
      «Escutas a Vara revelam que encontro terá custado 75 mil euros e autoridades acreditam que dinheiro saiu de um «saco azul» de uma empresa pública».
       Confirmar em   www.correiomanha.pt
       Aproveite e leia também, no mesmo número e jornal as referências que o Presidente da República fez no discurso de 5 de Outubro 2006, sobre a corrupção. Pena foi que as suas observações tivessem caído em saco roto. Não deixamos de lastimar que cidadãos transmontanos estejam envolvidos nesta “ FACE OCULTA … que está a escandalizar todos os cidadãos honestos deste país.
       Não foi isto que os nossos pais nos ensinaram.
       E é justo que coloquemos outra questão. Afinal há por aí muitos a venderem a sua pseudo-honestidade, bondade e inteligência para enganar os eleitores menos informados... E porque será que anda tanta gente que nunca colaborou com instituições de beneficência a querer ir para o Governo?… Até os políticos, futebolistas, fadistas, escritores e outros, que à última hora mudam de partido, estão a ver a sua sinceridade posta em causa. Se o caso do Luís Figo se provar, como se diz no Correio da Manhã, quantos milhões teriam gasto com outros apoios, também sonantes?
      Isto entristece-nos.
                       A. C.


publicado por belezaserrana às 19:38
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009
INFORMAÇÃO ÚTIL AOS VISITANTES

            Temos o prazer de aconselhar os Senhores Visitantes a observarem os dois Videos que colocámos no Youtube, sobre aspectos da vida rural portuguesa dos nossos dias.

 

             Basta clicar, a seguir às imagens, onde se lê: Youtube (Videos). Para já, vão encontrar dois; mas vão ser colocados mais, proximamente. Recorde as arruadas das bandas musicais da sua aldeia e da alegria que a pequenada sentia ao ouvi-la nas ruas onde, no ano inteiro, só ouvia as vozes humanas e dos animais.

                 Não se esqueça de ligar o som.

                Grato pela gentileza da Sua visita

                                   arturcouto@clix.pt



publicado por belezaserrana às 22:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 9 de Novembro de 2009
ALEGRIA E BELEZA NO MAGUSTO DA CTMAD 2009

 Observem a riqueza cultural e a elegância do GRUPO VERDE MINHO, em Lisboa.

 

          A CASA DE TRÁS-OS-MONTES e ALTO DOURO de LISBOA festejou, antecipadamente,com o tradicional magusto no Externato dos Maristas, em Lisboa, o dia que nos relembra o Cavaleiro Francês que, num ambiente invernoso, se compadeceu de um mendigo e com ele repartiu a capa que envergava.

       Foi uma festa em cheio, graças à generosidade da Direcção do Externato, e às Associações Culturais "Verde Minho, presidida pelo botiquense Teotónio Gonçalves; à Associação dos Professores Seniores da Universidade de Almada, com a colaboração dos amigos da Família António Medeiros Amaro, de Montalegre; e ao Grupo de Cavaquinhos de Corroios, sob a orientação dos Professores José Carinho e Francisco Rodrigues.

        A Cultura do comes e bebes esteve representada e serviu com abundância as castanhas, as alheiras, pão centeio e vinho. Diversas Casas comerciais venderam produtos regionais alusivos à época por entre danças e cantares ao desafio, com a participação activa do Dr. Jorge Gomes, durante muitos anos casamenteiro de Sintra; - entre esses casados, contam-se a Grande Senhora da Televisão Judite de Sousa e Dr. Fernando Seara, Presidente da Câmara de Sintra: - e o Director, ensaiador, acordeonista, etc... do Verde Minho, que tentou baralhar o homem de Vidago  mas não conseguiu,possuidor de uma capacidade de liderança invejável. Parabéns à grande figura cultural de Pinho.

           Aqui registamos um louvor e um agradecimento à Direcção da CTMAD e a todos os participantes nesta festa que tende a ser cada vez maior.

                     E VIVA O SÃO MARTINHO e todos os Franceses residentes em Portugal.

 

                                      Artur Monteiro do Couto

                                          arturcouto@clix.pt 

  Nos próximos dias, faremos mais referências aos aspectos culturais.



publicado por belezaserrana às 15:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 4 de Novembro de 2009
MAGUSTO DE SÃO MARTINHO EM LISBOA

                                 AS CASTANHAS A SAÍREM DO VENTRE MATERNO

 

    

                    MAGUSTO NO DIA DE SÃO MARTINHO
                    11 de NOVEMBRO
 
     Diz o POVO:
       “No dia de S. Martinho, vai à adega, incerta o pipo e prova o vinho.”
    - E como o vinho é “generoso”, convidou as castanhas para se associarem à festa em honra do Santo, patrono dos pobres.
           Em determinadas regiões de Trás-os-Montes, as castanhas são rainhas da gastronomia festiva no mês de Novembro e viajam, mesmo, de Vinhais e de Carrazedo de Montenegro, concelho de Valpaços, para o Brasil, para a Europa e outras zonas do globo. Umas assadas, outras cozidas, lá vão sendo comidas; avinhadas e bem saboreadas, alimentam e inebriam os pares para dançar ao som das músicas populares cantadas e tocadas.
        A Lenda de São Martinho, é uma lição de amor e fraternidade para as sociedades modernas que estão a educar as novas gerações para o egoísmo e para as melhores técnicas de marketing, visando ludibriar incautos e chuparem-lhes o sangue como as famosas sanguessugas da medicina pré-científica. O exemplo de S. Martinho , ao repartir a capa com o mendigo em dia gelado e ventoso,merece ser celebrado, cada ano que passa, com mais entusiasmo para que o pensamento filosófico do ser humano se preocupe mais com a justiça criativa e distributiva, ensinando uns a” pescar “, a resguardarem-se das tempestades, do granizo e do frio das nevadas, pelas suas capacidades de trabalho e poupança – e socorrer os mendigos, os pobres de espírito e de haveres. Com este comportamento social, todos os seres humanos poderão, um dia, celebrar a festa de S. Martinho, comer as castanhas, provar o vinho e sentir o calor do Verão de São Martinho com um sorriso nos lábios e uma nova esperança. Os bons exemplos são para imitar. Neste período de S. Martinho 2009, estamos a assistir a um desfile de péssimos exemplos sociais, que rondam a rapinagem das mais escandalosas que se tem vivido em Portugal. Esses que trocam a honra por Mercedes de luxo e quantias chorudas, seriam bem mais felizes se pautassem a sua vida pelos exemplos de cidadãos vindos lá dos Montes e se contentassem em comer o pão, as castanhas, as alheiras e beberem uns copos de um bom vinho tinto, com a consciência tranquila e rejeitarem ser ladrões encobertos com o prestígio dos amigos e familiares.
       Pessoalmente, vou participar na festa organizada pela Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro de Lisboa, no Externato Marista de Benfica, Rua de S. Neutel, nº11, dia 8 de Novembro. É uma festa a valer, com cerca de 3000 transmontanos e seus descendentes ou convidados. Há castanhas assadas e transformadas em doces; alheiras, pão centeio, vinho do bom e à farta, bandas de música, o conjunto MARANUS e outras surpresas. Aqui, não há distinção de classes. Há apenas amigos e conterrâneos a continuar as festas a que se habituaram a celebrar humildemente a 500 quilómetros de distância, nos tempos de meninos.
 E se alguns pisaram o risco da dignidade, aproveitem e venham regenerar-se, lembrando-se do que os Pais lhes ensinaram.                                             
 
                            Artur Monteiro do Couto
 
                
 


publicado por belezaserrana às 21:23
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Sapiãos (Boticas)
subscrever feeds
pesquisar
 
Vida Rural em Sapiãos
Do namoro ao casamento

Aspectos da vida rural
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
Sapiãos no mapa

Ver mapa maior
subscrever feeds
blogs SAPO