belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Sexta-feira, 29 de Abril de 2011
CANÇÃO DA MÃE

       

                                                               foto de C.B.C.

 

Dorme, dorme meu menino,

 Foi-se o Sol, nasceu a Lua.

 Qual será o teu destino?

 Que sorte será a tua?...

 

 Riquezas tenhas tão grandes,

 E tal bondade também,

 Que ao redor donde tu andes

 Não fique pobre, ninguém.

 

 Que a todos chegue a ventura;

 Toda a boca tenha pão,

 Toda a nudez cobertura,

 Toda a dor consolação…

 

 Mas, se o oiro é mau caminho,

 - Antes tu venhas a ser

 O pobre mais pobrezinho

 De quantos pobres houver.

 

         (…)    (…)

    

        Augusto Gil

 

 

     Uma bela lição de vida que as mães, geralmente, dão aos seus filhos.

     Pena é que os exemplos consumistas das sociedades modernas, veiculadas por todas as formas de publicidade, invertam os desejos honestos dos seus filhos.

                   As melhores felicidades, e parabéns a todas as mães que defendem a 

                    verdade e a justiça.

                    Aqui nos associamos à CANÇÃO DO grande poeta AUGUSTO GIL, um tributo inesquecível às nossas mães.

                    Artur Monteiro do Couto

 

    Provérbio: «Mocidade ociosa

                        Traz velhice vergonhosa»



publicado por belezaserrana às 20:19
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Abril de 2011
A REVOLUÇÃO EM PORTUGAL FALHOU E ACLASSE MÉDIA VAI JUNTAR-SE AOS MISERAVEIS.

   

      

        Otelo saraiva de Carvalho confessa-se desiludido e arrependido

 

       Decorridos 37 anos após a revolta militar que depôs o Estado Novo iniciado pelo Professor Doutor Oliveira Salazar e terminou com outro Professor sábio e honesto, Marcelo Caetano, o Coronel Otelo Saraiva de Carvalho fez várias declarações confessando que se soubesse o que sabe hoje, face à miséria económica e à falta de honestidade de muitos senhores ligados ao poder, nunca teria colaborado com os revoltosos, embora se não queixe dos que lutaram a seu lado cheios de boas intenções, sujeitando-se a possíveis e graves consequências.

        Hoje, toda a gente honesta está de acordo com Otelo. Uma nova espécie de assaltantes arruinou Portugal e transformou-o num mendigo que nos envergonha a todos, excepto os que criaram e aumentaram as suas contas bancárias e passam férias em hotéis de cinco estrelas sem qualquer castigo pela delapidação do património moral e financeiro gerado pelo suor e lágrimas de cidadãos descalços e famintos, obrigando-nos a uma colonização estrangeira que nunca sonhámos ter.

        Paulo de Carvalho, autor e cantante da música « E DEPOIS DO ADEUS » que serviu de sinal para os militares pegarem nas armas e saírem para a rua pôr fim a 41 anos de Estado Novo, em 24 de Abril 2011, num telejornal, confessa-se desiludido e desabafou:« …económica e socialmente, passados 37 anos, estamos a andar para trás…»

 

            Para que não restem dúvidas da violência das afirmações que acabamos de escrever,

           vamos socorrer-nos do Jornal Expresso do dia 22 de Abril 2011:

 

        « Mário Crespo : “Só por alucinação colectiva, os responsáveis por esta desgraça poderão voltar a governar».

        « Miguel Sousa Tavares: “Portugal vive, há mais de 30 anos, na ilusão de que pode progredir sem ser por mérito e esforço.»  

        « Nicolau Santos: “Temos pela frente um ajustamento a 10 anos, em que a classe média empobrecerá.»

        « Luísa Schmidt: “As ruturas sociais tendem a trilhar dois caminhos: pedir e roubar.»

        « Rui Ramos: “ Em Portugal são os lugares que fazem os políticos.»

        «Daniel Bessa: “O problema não foi não termos pago as dívidas mas deixar esgotar o crédito.»

 

         «Editorial: “Acabar com governos civis, fundir autarquias, mover funcionários, encerrar institutos, chegou a hora de fazer tudo isto.»

 

           É pena que só metam nas cadeias os que roubam um par de sapatos para se abrigarem do frio; os que roubam para comer, porque lhes não pagam os salários ou os miseráveis sem abrigo que vejo diariamente a fazer as necessidades contra as paredes, no centro de Lisboa, próximas da Igreja e da Esquadra de Arroios. (com as casas de banho encerradas por ordem da autarquia… no Jardim Constantino.)

 

               Cada um de nós não pode alijar a sua culpa, quando por desinteresse social e cobardia não tenta informar-se e escolher os mais sérios e competentes para tirar o país desta vergonha nacional e que a cultura dos cravos seja vista com outros olhos: confiança, verdade e esperança em dias melhores.

              Hoje mesmo, o actual Presidente  e os ex-Presidentes da República vivos, estão a dar-nos uma lição do dever que todos nós temos de colaborar, cada um à sua maneira, para vencermos esta vergonha por que todos os Portugueses estamos a passar, mercê de incompetentes escolhidos por alguns bem intencionados, e outros à espera que explorem os mais fracos para os enriquecerem a eles e aos seus familiares.

              Esperemos que o Professor Cavaco Silva, o Dr. Mário Soares, Dr. Jorge Sampaio e o General Ramalho Eanes sejam ouvidos e o seu testemunho frutifique.

                                 Artur Monteiro do Couto



publicado por belezaserrana às 00:16
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 22 de Abril de 2011
AUTO DA PAIXÃO NO NORTE DO PORTUGAL RURAL

                          

 

          A alegria nasceu de um acto lamentável e de tristeza profunda:

a crucifixão e morte de Jesus Cristo - acontecimento histórico indiscutível.

 

                Referimo-nos à festa da Páscoa da Ressurreição, à visita Pascal do Pároco a casa dos paroquianos e à reunião das famílias, saboreando uma gastronomia característica da época; sobretudo o folar e o cordeiro.

 

                Durante a Idade Média existiu um teatro religioso, nascido, em parte, das representações litúrgicas do Natal e da Páscoa.

                Em Portugal, esse tipo de composições dramáticas atingiu o auge com Gil Vicente, no século XVI, tendo mesmo sido considerado o pai do teatro português.

                 No século XXI, o Auto da Paixão continua a ser representado em muitas aldeias de Portugal, concretamente, no dia de hoje, em Vilarandelo, concelho de Valpaços, tendo como actores principais os tratadores de videiras, dos pomares e outros trabalhos agrícolas, de escritórios, etc….

                 Depois de ensaios, durante meses, de voluntários anónimos, milhares de pessoas sentiram a mistura da paixão de Cristo com a surpresa de verem amigos seus a serem aclamados em palco, como acontece com artistas profissionais.

     As receitas destinam-se a restaurar o altar da igreja paroquial.     

     Parabéns ao Padre Jorge Fernandes e seus colaboradores pela iniciativa.

 

               Que todos nós vivamos a nossa vida sem as dores de grandes paixões; são os nossos votos.

                             Artur Monteiro do Couto



publicado por belezaserrana às 13:42
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 18 de Abril de 2011
ÊXITO NA MÙSICA; NO CONVÍVIO E NAS VENDAS.

   

 

    A Banda de Música de Sendim, concelho de Tabuaço, formada por 45 elementos saídos da escola de música apoiada pela Câmara Municipal e pela Junta de Freguesia é um exemplo de como se podem educar os jovens e as populações pela arte.

    Em Lisboa, na festa do folar promovida pela Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro, puseram toda a gente a dançar recordando as tradicionais festas regionais, onde tudo era alegria e fontes de amores e casamentos.

    Parabéns ao Maestro Jaime Pedruco pela qualidade musical saída dos alunos da sua escola. Continuem a deslocar-se a França, a Lisboa, porque tendes méritos para o sucesso.

 

    A merenda e as vendas dos expositores vindos de Chaves, Valpaços, Mirandela, Macedo de Cavaleiros e de outros concelhos foram um êxito. 

               Artur Monteiro do Couto



publicado por belezaserrana às 12:06
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 10 de Abril de 2011
O FOLAR DA NOSSA TERRA DE ORIGEM EM LISBOA.

          

       

         A NOSSA ALDEIA E LISBOA.

         O FOLAR DA PÁSCOA VAI DESCER À CIDADE.

 

 

               No “livro da terceira classe” por onde estudámos a língua portuguesa, pelos anos 1950? e décadas seguintes…

 estava inserido um texto que punha em comparação a grandeza e beleza de Lisboa e a aldeia que foi deixada nas origens dos migrantes para a Capital.

          Vamos transcrever uma parte do pequeno texto, que, actualmente, se refere à vivência de muitos de nós que vivemos e trabalhamos na rainha do Tejo:

                           «…Falava de coisas da sua terra distante que era um nunca mais acabar!

A matança dos porcos, as filhós e o madeiro do Natal, o recolhimento das pessoas durante a Quaresma, a procissão de domingo de Ramos, em que não falta rapaz com seu ramo de oliveira e alecrim, os bolos da Páscoa, os encantos das romarias, as malhas, a vida rude e pastores e lavradores, - tudo o João Rodrigues ia contando aos primos (lisboetas), cada vez mais interessados pela vida campesina.

           Um deles chegou a dizer-lhe:

      - Estou a ver que a tua aldeia é mais linda que a nossa Lisboa…

      - Lá tanto não digo. A gente, quando aqui chega, fica deslumbrado com todas estas grandezas. Vós deveis gostar muito de Lisboa, que é linda na verdade. Eu também gosto, principalmente do Tejo e do Jardim Zoológico; mas não lhe tenho amizade. A minha aldeia, essa trago-a no coração. É a minha terra!

       O tio Mário, que o ouvira, de passagem pela sala onde os pequenos se encontravam, não pôde conter-se que não dissesse:

      - Gosto de te ouvir, rapaz. Sabes ser fiel ao amor que deves à terra em que nasceste.»

 

         Posto isto, informamos todos os nascidos e amigos dos transmontanos e altodurienses que parte das suas terras estarão presentes com a festa do Folar da Páscoa, em Lisboa, no Externato Marista, rua de S. Neutel, nº 11, junto ao Estádio do Benfica, no dia 17 de Abril, Domingo de Ramos. A partir das 11 horas já há venda de produtos regionais. A partir das 14 horas há música e abundante merenda pelas 16 horas, até às 19.

                     Entrada livre.

A merenda, incluindo bebidas, custará apenas 5 euros, para ajuda das despesas.

A Direcção da Casa de Trás-os-montes e Alto Douro pretende, somente, cultivar o amor à terra.

 

                 Artur Monteiro do Couto      



publicado por belezaserrana às 20:06
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Abril de 2011
A CANDEIA E AS RECORDAÇÕES DO PASSADO

            

 

            CANÇÃO DA CANDEIA ACESA

 

 

 

 Humilde candeia acesa

 Em casa de cavador;

 Luz da pobreza – bendita!

 Luz infinita de Amor!

 

 Vem p`la noite negra adiante

 Um homem que se perdeu…

 Vê no escuro uma estrelinha,

 Lá tão distante…

 Mas na terra, não no céu…

 

 E diz-lhe a vaga luzinha

  - Olha p`ra mim, e caminha,

 Vem até mim, que sou eu…

 

 E ele chega àquela porta,

 Nela bateu…

 Abre-se a porta, e ei-la acesa

 - parece o Sol –

 em casa do cavador;

 luz da pobreza – bendita!

 Luz infinita do Amor!

 

           A.Correia de Oliveira

 

   Provérbio: « Candeia que vai à frente alumia duas vezes»

 

        Muitos dos nossos visitantes nasceram, cresceram, viveram e estudaram à luz da candeia acesa, a petróleo ou a azeite.

        Aqui deixamos mais um poema do grande poeta a recordar esses tempos de humildade, pobreza e realidade de ricos e pobres em tempos não muito distantes para muita gente e de um misto de saudade para todos.

        Peça aos seus avós que lhe contem factos vividos à luz da candeia, aos serões.

 

         



publicado por belezaserrana às 13:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sábado, 2 de Abril de 2011
A PÁTRIA (HOMELAND) SERÁ JARDIM.

            

              PELA PÁTRIA                                                        Foto arturcouto 

 

  

                                 Ouve, meu filho: cheio de carinho,

 

   Ama as árvores, ama. E, se puderes,

 - E poderás; tu podes quanto queres –

 Vai-as plantando à beira do caminho.

 

 Hoje, uma, outra amanhã, devagarinho,

 Serão em fruto e em flor quando cresceres;

 Façam os outros como tu fizeres;

 Aves de Abril que vão compondo o ninho.

 

 Torne fecunda e bela, cada qual

 A terra em que nascer; e Portugal

 Será fecundo e belo, e o mundo inteiro.

 

 Fortes e unidos, trabalhai assim…

 A Pátria não é mais do que um jardim,

 Onde nós todos temos um canteiro.

 

           A. Correia de Oliveira

 

              Bela mensagem do POETA que nos é dirigida - a todos nós, cidadãos do Mundo!...

  Devemos amar a voz da poesia para a nossa vida se transformar num belo jardim primaveril, onde o Amor seja fecundo...

 



publicado por belezaserrana às 17:03
link do post | comentar | favorito
|

Sapiãos (Boticas)
subscrever feeds
pesquisar
 
Vida Rural em Sapiãos
Do namoro ao casamento

Aspectos da vida rural
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
Sapiãos no mapa

Ver mapa maior
subscrever feeds
blogs SAPO