belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2012
VADIOS E LADRÕES DEVEM TRABALHAR NOS CAMPOS

 

         SÍMBOLO DA RUÍNA DA AGRICULTURA EM PORTUGAL

 

   SÃO HORAS DE PÔR OS LADRÕES E OS VADIOS A TRABALHAR NOS CAMPOs

 

As pessoas que trabalham a terra são tão dignas como as mais dignas

que trabalham noutras profissões e ganham o pão de cada dia com dignidade, por isso não queremos vê-las envolvidas com os vadios e ladrões que abundam  nas zonas urbanas. Apenas sugerimos que sejam aplicadas medidas como a utilizada no século catorze (1375) pelo rei D. Fernando, quando fez publicar  “ A LEI DAS SESMARIAS “ que tornou obrigatória a cultura de todas as terras pelos seus donos e sujeitou os vadios a trabalharem nos campos das herdades.

  Considerando o tratamento que o Estado lhes dá, actualmente, é uma aberração social com graves consequências para toda a Nação. Algumas cadeias parecem albergarias de luxo onde há boa alimentação, cama e roupa lavada, com espectáculos televisivos diários e desportos à mistura para manterem a linha como se estivessem a frequentar ginásios.

Não admira que muitos clientes estrangeiros viajem até Portugal, roubem, matem, sequestrem vítimas porque quando forem presos vão continuar a viver, agora, sem preocupações, à custa dos que trabalham e protegidos por aqueles que confundem “OS DIREITOS DO HOMEM “ com direitos e deveres de serem punidos por serem criminosos. E nunca vi manifestações destas nas ruas e praças das nossas cidades. Parece que são horas de criar o sindicato dos roubados e dos cidadãos honestos.

  - Acabo de ler no jornal “ SOL “ de 10 de Fevereiro 2012:

  «1,2 milhões de trabalhadores pobres em Portugal». Ouvimos, frequentemente, que o número dos desempregados se aproxima dos 800.000 (oitocentos mil) e todos nós sabemos que os campos têm vindo a ser abandonados pela falta de apoio à agricultura e que estamos a comer alimentos estrangeiros de toda a ordem e que os campos do interior do país continuam incultos, improdutivos, abandonados, tendo sido gastos milhões de euros em rotundas e construção de parques de lazer e edifícios que vão ficar às moscas, como escolas, centros de saúde, parques desportivos, etc., que, mais tarde, ninguém quer usar nem comprar, pelos encargos ou inutilidade dos mesmos.

       Entretanto, arderam e vão continuar a arder as serras, as  casas, as vinhas e os pomares... ou a secarem as sementeiras dos produtos hortículas pela falta de água que poderia ter sido guardada em minibarragens... e foi-se o dinheiro da Comunidade Europeia, ficando, em grande parte, a miséria e um viveiro de desiludidos empobrecidos.

       A “Lei das Sesmarias” foi Há dias lembrada na Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro - Lisboa,  pelo Professor Doutor Adriano Moreira, Presidente da Academia de Ciências de Lisboa e Presidente do Conselho Geral da Universidade Técnica de Lisboa, quando quando fez uma conferência, onde tratou «A TEMÁTICA da REGIONALIZAÇÃO», como uma solução a pôr em prática nos nossos dias, como um apoio decisivo para Portugal vencer a crise em que todos nos encontramos. «Quando D. Fernando (1367-1383) promulgou a Lei das Sesmarias, talvez por 1375, a Europa estava em crise, com instabilidade política e da paz, para além das carências alimentares ...»

       Há que agir com inteligência, humanismo, mas separar o trigo do joio.

                                Artur Monteiro do Couto

 



publicado por belezaserrana às 21:28
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Fulke a 18 de Fevereiro de 2012 às 18:27
Boa tarde Sr. Artur,
Foi interessante a leitura deste vosso texto, tudo que esta manifestado no texto, tem um fundo razão, de verdade, mas, como todos nós sabemos os tempos são outros. No momento seria muito difícil alguém fazer o que esta escrito na “ A LEI DAS SESMARIAS “, pois tal como o senhor, nascemos no meio rural, e cada dia que lá voltamos, vemos a triste imagem de abandono das casas, das culturas…. vemos as nossas terras improprias “agora” para cultivo, ….pois é triste esta visão!!!.... mas, sem alteração a vista , visto que a demografia atual esta a ficar envelhecida para a agricultura nessas regiões.
As politicas de outrora, as quais traziam fundos quase a 100% para serem aplicados na agricultura, foram mal aproveitadas, “muitos como se pode ver nas nossa regiões do interior do pais, aproveitaram os subsídios para outros fins, outros mantiveram as suas culturas o tempo obrigatório por lei”, não se criou condições para se cativar as nossas gentes jovens a ficar, facto que levou os jovens a abandonar as suas aldeias, “tal como nós o fizemos ao vir para Lisboa” em busca de um futuro melhor.
Só nós sabemos o quanto custa olhar para o passado e recordar “ as nossas veigas cheias de cereais” agora no presente vemos “ervas, vegetação rasteira e até animais são poucos”, é triste ver que os nosso governantes pouco fazem para melhorar esta triste realidade.
Obrigado pelo seu texto…..
José Monteiro


Comentar post

Sapiãos (Boticas)
subscrever feeds
pesquisar
 
Vida Rural em Sapiãos
Do namoro ao casamento

Aspectos da vida rural
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
Sapiãos no mapa

Ver mapa maior
subscrever feeds
blogs SAPO