belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2012
O VINHO DO PORTO E A FUNDAÇÃO DE PORTUGAL

                           

 

                  INFLUÊNCIA DA FRANÇA NA HISTÓRIA DE PORTUGAL

                                         (O Reino e o Vinho do Porto )

 

                          Já aqui dissemos que o “primeiro rei de Portugal,” D. Afonso Henriques, é filho do cavaleiro francês D. Henrique de Borgonha e de D. Teresa, filha de D. Afonso VI, que receberam, como dote e préstimos do Cavaleiro, o Governo do Condado Portucalense, embora sujeito ao da Galiza -1094). Deste casamento nasceu Afonso Henriques, fundador e primeiro rei do Reino de Portugal, legalmente reconhecido em 1143 pelo tratado de Samora. Os pormenores históricos de toda esta evolução, merecem um filme apoiado pela França e Portugal.

         O vinho do Porto e a influência “Borgonha” tem a sua origem, segundo um documento recolhido, recentemente, na Torre do Tombo pelo Dr. Altino Moreira Cardoso, na escritura de compra (1142) de uma herdade na foz do Varosa, nos Varais, por Cister de S. J. de Tarouca, local onde terá sido produzido pela primeira vez o vinho do Porto, na altura chamado de “ vinho cheirante de Lamego”

        «Nesta propriedade, plantaram os Monges os primeiros vinhedos do Douro, com castas trazidas da Borgonha, donde era proveniente a Ordem de Cister, bem como o seu mentor S. Bernardo e o Conde D. Henrique.» (pai do primeiro Rei de Portugal).

            Poderá obter mais informação na obra «Magna Carta Histórica do Vinho do Porto» um trabalho apresentado em 23 de  Novembro 2012, no Grémio Literário Vila-realense.

            Nesta altura, já toda a gente sabe que o vinho do Porto, caracterizado como « sol engarrafado»,«Néctar dos deuses», etc. é produzido na região do Douro, zona de turismo de excelência, e que do Porto só recebeu o nome da Cidade, de aonde partem e aonde regressam os célebres cruzeiros ao longo do Rio Douro vinhateiro.

            Sugerimos aos Franceses que venham aqui passar férias e sentir o orgulho do que os seus antepassados deram de bom a outros povos.

           Aos Portugueses lembro que devemos consumir produtos nacionais para enriquecer o nosso País e abandonarmos a ideia da que um dos países mais bonitos do mundo, desde os píncaros das montanhas às cálidas praias algarvias tem no seu seio um bando de parasitas a mendigar pão a estranhos. Devemos ter a mesma força mental do nosso primeiro rei; conquistarmos a independência económica à  custa da nossa inteligência, da nossa dedicação e trabalho.

                                 Artur Monteiro do Couto



publicado por belezaserrana às 15:27
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De A.A a 30 de Novembro de 2012 às 23:16
Ora aqui está como se poderá ultrapassar parte da crise que nos atormenta: conquistar a independência económica, como o nosso primeiro Afonso conquistou a independência territorial (soberania?)
Mas há um grande problema: trabalhar é pesado, faz calos, e os naturais deste "jardim à beira mar plantado" não nasceram para ser escravos. Todos sabemos que os nossos pais gostavam que os seus filhos fosse "doutores" para não trabalhar. Agora temos o que temos... Cumprimento, amigo Couto, do A. A.


Comentar post

Sapiãos (Boticas)
subscrever feeds
pesquisar
 
Vida Rural em Sapiãos
Do namoro ao casamento

Aspectos da vida rural
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
Sapiãos no mapa

Ver mapa maior
subscrever feeds
blogs SAPO