belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes
Domingo, 10 de Maio de 2009
PATRIMÓNIO GALEGO - PORTUGUÊS DOS CELTAS E OS CIDADÃOS DO MUNDO

    

              Guerreiro encontrado no castro do Lesenho, em Boticas (Portugal).
              Reconstituição de uma casa do Castro de Santa Tecla (Espanha).
 
 Para fazer uma ideia mais correcta dos laços profundos que ligam o Norte de Portugal e a Galiza, aconselhamos que vejam um documentário histórico importante observando  um vídeo que dura cerca de 10 minutos, com imagens da realidade céltica que herdámos e bela música, em
      http://google.pt   procurar   Celtas em Portugal.
Ao analisarmos opiniões de vários historiadores, conclui-
-se que é infeliz a classificação de Cultura Castreja, mas sim, que os Celtas viveram em castros como o que vemos na imagem e noutros como o de Briteiros, Carvalhelhos (recuperado), em Sapiãos, etc..
   «Podemos, assim, e ao mesmo tempo, sem complexos, ser galegos, portugueses, celtas, europeus e cidadãos do mundo.»
   Os Celtas foram um Povo capaz de emigrar por todo o mundo antigo conhecido, impondo as suas línguas e ideias a outras povoações e ao mesmo tempo assimilar e integrar influências diversas na sua cultura.
   Dentro do vasto território europeu que dominaram, há uma região - A Gallaecia (que abrange a Galiza e Norte de Portugal, onde a influência céltica é mais evidente). Foi a partir daqui que nasceu Portugal.
     Não vamos fazer mais considerações. Apenas queremos dizer que as populações de todas as épocas foram emigrantes em busca de melhores condições de vida. Umas vezes, pacificamente, outras vezes, à pedrada,
 à paulada, com ferros e tudo o que podia atemorizar os povos instalados para que eles (invasores) se instalassem também onde podiam ter melhor qualidade de vida em segurança. A Península Ibérica era rica em recursos naturais: florestas, madeira, frutos silvestres, animais, pela água dos rios, pelo peixe dos rios e do mar, riquezas do subsolo – pedras e metais tão importantes para o fabrico de instrumentos.
       Foi o que aconteceu com todos os povos que se instalaram na Península Ibérica. Agora, nos nossos dias, não se percorre a Europa com os rebanhos conduzidos pelos pastores. Vai-se de comboio, de automóvel ou de avião à procura de melhor qualidade de vida nos diferentes países; não à pedrada, com varapaus e outras armas, mas com inteligência, competência profissional, com a cultura própria, disponíveis para aceitarem a dos países onde se vão inserir e a riqueza dos mesmos.
       E a grande lição a tirar destes encontros, como o realizado em Boticas, nos dias 8, 9 e 10 de Maio, sob o lema «Nas alturas dos Celtas, Boticas no tecto do Mundo», é que todos somos pessoas que nos devemos apoiar mutuamente, com respeito pelas diferenças e não trairmos a verdade histórica, exaltando uns Povos e diminuindo outros.
    «Procurar mais documentação sobre os Celtas em Portugal,  no Google.pt»
    
                     Artur Monteiro do Couto 

 

 


publicado por belezaserrana às 22:27
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



subscrever feeds
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SUBA AS MONTANHAS E VOLTE...

CHAVES RECEBEU EM FESTA A...

OUTONO CHEGOU FARTO, CHUV...

TERMAS DE CHAVES A GALIN...

MENSAGEM DOS QUE PEDEM PA...

O MEL TUTI_FLORES DÁ SAÚD...

HISTÓRIA DA ALDEIA ONDE ...

AS FLORES NÃO ENCOBRIRAM ...

HISTÓRIA DE CHAVES CONTAD...

ENTRE OS PORTUGUESES TRAI...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
subscrever feeds
blogs SAPO