belezas paisagisticas e artisticas de Trás-os-Montes

Domingo, 7 de Setembro de 2008
SOU INFELIZ PORQUE TENHO LIBERDADE CONDICIONADA

 

     Apontamentos da vida rural.

 

 

            1.

       Quando um homem não trabalha, por ser preguiçoso ou abastado, dizem-lhe que leva vida de cão, considerando-a muito boa... Mas eu, que sou cão, não concordo nada com isso.

 A minha vida é boa quando trabalho. No tempo da caça percorro montes e vales de focinho no ar entre as flores das urzes e carquejas à procura de perdizes coelhos ou lebres; e sempre que encontro alguns exemplares e alerto o meu patrão para preparar o tiro, se ele acerta no alvo, vem ao meu encontro sorridente e feliz manifestando-me provas de carinho que ele nunca dispensou à mulher e aos filhos. E eu, entusiasmado, arranco cá de dentro todas as energias e continuo a minha faina de prazer, alegre e vaidoso pelos bons serviços prestados aos caçadores., lembrando-me, sobretudo, do meu patrão e amigo João Albino, de três anos de idade com quem troco abraços e beijinhos no defeso, nas horas de melancolia, preso pela corrente para não vaguear pelos montes e guardar a patroa.

    O patrão confia-me a guarda da casa,pessoas e bens. E pode confiar. Quando algum estranho se aproxima, levanto as patas da frente, corro na direcção dele e se se aproxima, ferro-

-lhe os dentes e ponho-o a viajar a toda a pressa, na ambulância dos Bombeiros de Boticas para o hospital de Chaves.

     - Não me falta comida nem carinho, mas a minha liberdade está condicionada e restringida à época de caça. Resta-me a esperança de que o meu menino, quando crescer, me liberte para sempre.

 

                                                    Artur Monteiro do Couto 


tags:

publicado por belezaserrana às 23:33
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008
LENDA CONTADA PELO AVÔ EM TERRAS DE BARROSO

 Está no rio o São Cristóvão

Uma figura imponente

Com água pela cintura

Olhando a todos bem de frente.

 

Com aquele olhar melancólico

Vestido de seda fina

Parece pedir a quem passa

Tirai-me o Jesus Menino.

 

 -Porque está aquele santo no rio

Quis ao meu av^perguntar...

  - Senta-te aqui, toma atenção

Que eu te vou explicar:

 

Conta uma lenda velhimha

Que o gigante com um bordão

Foi condenado prà vida inteira

Passar gente no rio Jordão.

  - Pensando estar a ser traído

Pelo próprio pai e a sua cara-metade

Numa fúria de ciúme

Os dois assassinou sem dó nem piedade.

 

Era tarde, quando descobriu

Que aqueles que tão selvaticamente tinha matado

Eram o homem e a mulher

Que a vida lhe tinham dado.

 

Pelo tribunal da humanidade

O Gigante foi julgado ...

A passar gente no rio Jordão

Foi, então, ele condenado.

 

Cada vez que fazia a travessia,

Pela sua grande estatura,

Carregava várias pessoas.

 

Mas, um dia, quesurpresa!

Apareceu à beira do rio Jordão

Um menino bem pequenino

Com uma bola na mão!

 

O gigante recusou-se

A atravessar o menino

Alegando não fazer o percurso

Com um peso tão pequenino.

 

Mas o menino insistiu:

- Não te deixes pelo tamanho enganar

E verás que o peso que eu tenho

Para ti, chega e há-de sobrar.

 

Tão pequeno e tão  pesado

Este miúdo trigueiro...

Parece que levo ao ombro

O peso do mundo inteiro.

 

Não olhes para mim...

Não podes mirar os olhos meus

Pois quem mata pai e mãe

Jamais poderá ver a face de Deus.

 

E o Santo, assim, ali ficou

Com o Jesus Menino como dantes

Implorando perdão aos céus

E a todos os viajantes.

 

Depois de muito arrependido,

Pela Igreja santificado

Como protector dos viajantes

Santo protector foi designado.

 

                  Nesta vila de Boticas,

                  Cumprindo a tradição,

          Em Agosto, está no rio o São Cristóvão

                  Com a água pela cintura

      Durante as festas de Nossa Senhora da Livração.

 

                    Augusto Almeida Gomes

                              NEWARK 


tags:

publicado por belezaserrana às 12:27
link do post | comentar | favorito

subscrever feeds
pesquisar
 
Junho 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


posts recentes

SOU INFELIZ PORQUE TENHO...

LENDA CONTADA PELO AVÔ EM...

arquivos

Junho 2015

Março 2015

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

mais sobre mim
subscrever feeds
blogs SAPO